Menu

Chegou a nossa vez de falar sobre o PIX

Nas últimas semanas você deve ter reparado que em vários sites, principalmente de bancos, aparece um pedido para fazer o cadastro no PIX. Também tem veiculado na tv algumas propagandas a respeito de uma forma de pagamento revolucionária. Afinal, o que é o PIX e será mesmo que estamos diante de um meio de pagamento que vai mudar nossas vidas?

O que é PIX

Em fevereiro deste ano, pouco antes do estouro da pandemia, o Banco Central do Brasil anunciou o PIX como uma nova forma de realizar pagamento. O grande diferencial em relação aos meios que já conhecemos como o DOC, TED e boleto é que com o PIX o pagamento é instantâneo, levando entre 2 e 10 segundos para que a transferência de uma conta para outra possa ser realizada. Além disso, ele está disponível 24h por dia, 7 dias na semana e é totalmente digital. Isso significa que aquele pagamento de boleto realizado na sexta e que o dinheiro só viria cair na segunda vai virar coisa do passado.

Como o PIX vai funcionar

Os cadastros para o PIX iniciaram dia 05/10 mas a abertura plena de utilização para todos será a partir do dia 16/11 e você vai poder fazer o pagamento de três formas, veja quais são:

  • Chaves PIX – esse método simplifica a identificação na hora de fazer um pagamento ou transferência. Ao invés de preencher número da agência, conta corrente e cpf, você só precisa por um “apelido”. Esse apelido pode ser o número do seu telefone, email, cpf ou algum outro código. Pessoa física pode criar até 5 chaves, já pessoa jurídica pode criar até 20.

  • QR Code – cada estabelecimento comercial pode ter o seu, aí é só aproximar o seu celular que o pagamento é feito, sem o uso de cartão de crédito ou maquininha.

  • NFC (Near Field Communication) – ou comunicação por campo de proximidade. Bem parecido com o QR Code, basta encostar seu celular num dispositivo compatível que o pagamento também é realizado.

Como vai funcionar no Meu Posto?

Todos sabemos que o Meu Posto sempre foi uma ferramenta de pagamento à distância já que a estrutura base do app é em si uma carteira digital, então a utilização do app continuará praticamente a mesma, apenas com pequenos ajustes para se adequar à usabilidade do PIX.

A vantagem do PIX é que será bem mais rápido, sem precisar de cartão ou dinheiro, sendo que o cliente poderá efetuar o pagamento dentro do próprio carro se preferir. Só lembrando que vai depender de cada posto parceiro adotar esse sistema.

E tem mais

De acordo com o Banco Central, o custo do PIX será bem menor do que um DOC, tipo frações de centavos, o que fará dele um método gratuito para pessoa física. Já para pessoa jurídica acredita que se houver juros, serão muito baixos.

A ideia do PIX é que ele funcione em qualquer instituição financeira. Alguns bancos podem até mudar o nome desse método de pagamento mas a função continuará sendo a mesma.

Outra coisa que também está deixando muita gente na dúvida é se ele é um aplicativo. Não. Ele é um sistema que poderá ser usado por aplicativos de bancos e outras instituições. E por falar nisso, mais de 950 instituições financeiras já se cadastraram para utilizar esse sistema, sendo que instituições com mais de 500 mil clientes são obrigadas a aderir ao PIX.mkk

E mais uma coisinha que também ficará mais fácil com o PIX é que a pessoa não precisa ter uma conta no banco para pagar e receber dinheiro já que o PIX vai funcionar em fintechs como PicPay e Mercado Pago. E você pode pagar qualquer coisa desde que o estabelecimento aceite essa forma de pagamento.

Agora você ficou conhecendo um pouco mais sobre essa nova realidade em termos de pagamento, mas se ainda tem dúvidas sobre como utilizar no seu posto, entre em contato com nossa equipe que já está antenada no assunto e vai te ajudar a entender mais sobre esse meio de pagamento instantâneo que começará a fazer parte das nossas vidas logo mais.

aplicativo meuposto
  • Conquiste mais clientes, gerencie suas atividades de qualquer lugar e aumente a lucratividade do seu posto de forma prática e segura.
Acesso